Famintoo

Blog

Dicas para ter um restaurante de sucesso

Dicas para ter um restaurante de sucesso

Por Eric Araújo em 30/07/2014
Dicas para ter um restaurante de sucesso

Essas dicas valem para lanchonetes, pizzarias, pastelarias, entre outros tipos de estabelecimento. Lembrando que toda regra há sua exceção. Pesquisamos e resumimos o conteúdo aqui para você. Em breve faremos o "Dicas para ter um restaurante de sucesso 2".

Atenda bem

Garçom feliz

Sinta prazer em servir. Contrate garçons prestativos e simpáticos, mesmo que seu restaurante seja sério. O garçom deve receber o cliente sorrindo, dizer 'boa noite', puxar a cadeira para o cliente sentar, sugerir o prato da casa e se o cliente tiver dúvidas deve saber responder.

Os clientes nem sempre dão segunda chance, se ele consumir em seu estabelecimento e não gostar, ele não voltará mais. Porém se o atendimento foi ótimo, ele poderá voltar e experimentar outro prato. O inverso também acontece, se o atendimento for ruim, pode ser que o cliente não volte mesmo se a comida for boa.

Invista no seu negócio

Em breve faremos um post somente para este assunto, pois é um assunto muito importante e poucos dão o devido valor. Veja bem, se a clientela está pequena, então divulgue. Se a parece começou a descascar, pinte. Se o cardápio rasgou, substitua. Se não tem espelho no banheiro, coloque, nem que seja o mais simples do mundo. O investimento é muito importante em qualquer negócio, não só nos restaurantes.

Elabore pratos fotogênicos

Marmita de uma criança japonesa

Você sabe porque crianças japonesas comem mais legumes do que crianças americanas? A explicação está na imagem ao lado. Se trata de uma marmita que uma criança japonesa costuma levar para a escola.

Agora é moda tirar foto do prato e postar no Instagram, quem nunca? Apesar de a tecnologia ser feita para ajudar o homem, ela também pode atrapalhar. Pense bem, a comida pode ser ótima, mas se na foto não ficar bonita, então ela não vai atrair o pessoal das redes sociais. Mas, se você preparar o prato para que ele também saia bem na foto, alguém pode ver e pensar "preciso comer isto".

Descreva os produtos

Primeiro que você vai poupar o seu garçom e segundo que o cliente se sentirá mais a vontade para escolher pratos mais caros. Funciona assim, se os produtos não têm descrição, o cliente terá que perguntar ao garçom o que vem em cada um. Se o cliente vai ficar na dúvida e na dúvida ele pede o mais barato.

Use nomes originais

Sabor de casa

Em suma, o nome do seu estabelecimento deve estar relacionado com o que ele vende. Nomes familiares também agradam os clientes, por exemplo se o seu público alvo for alunos de uma universidade, eles estão longe de casa e sentem saudade de uma comida caseira, o nome "Sabor de casa" seria ótimo.

Já para os pratos, segundo estudos na Universidade de Oxford, usar termos étnicos ou geográficos chama a atenção do cliente. Como por exemplo nomes japoneses para pratos japoneses ou massas com nomes italianos.

Remova o "R$" dos cardápios

Um cardápio possui inúmeros produtos e o símbolo monetário acaba sendo o item mais repetido do cardápio. Querendo ou não, o cliente vê estes símbolos e relaciona o cardápio com o fato de gastar dinheiro e acaba consumindo menos. Se você não usar o "R$", o cliente entenderá que se trata do preço.

Ouça o cliente

Aprenda a ouvir

O que podemos melhorar? Será que meu público alvo tem problema com diabetes ou pressão alta? Será que a maioria dos meus clientes gostam de hambúrguer bem passado ou não? São centenas de perguntas que você deve responder com o tempo. Faça uma pesquisa antes de abrir o seu negócio e depois que abriu, pergunte o que está ruim e pode melhorar. Faça aquelas perguntas que te dão a resposta que você tem medo de ouvir.






Estas são as nossas fontes:
- Vício em smartphones vai quebrar restaurantes.
- 7 truques que restaurantes usam para aumentar os lucros.
- 5 dicas para ter um restaurante de sucesso.

Sobre o autor

Eric Araújo

Sou formado em Analise e Desenvolvimento de Sistemas pela UTFPR, especialista em Gerência de Projetos e Inteligência de Negócios. Já fiz centenas de cursos voltados para a área de administração e marketing. Gosto de escrever quando estou com tempo livre, é meio que um hobby.

Ver Facebook

Deixe um comentário